ALTERNATIVOS VS PAIS

OY zente! Vim aqui pra trazer um vlog falando pra vocês sobre como lidar com os seus pais e a sua
família sendo um alternativo e sofrendo preconceito.

Se vocês quiserem ver o vídeo apertem o PLEI, mas recomendo que vocês leiam o texto também! ♥



Recebi uns relatos que não me deixaram muito feliz de pessoas que sofrem preconceito e discriminação dentro de casa, por motivos simples e chulos, como "usar preto", "escutar essas músicas de doido", e etc.
Quem me acompanha há um tempo sabe que o que mais tento fazer é com que vocês sejam o melhor de si mesmos todos os dias, que eu quero que vocês sejam destruidores o tempo todo... mas é difícil quando existem pessoas que acham que estão acima de você por ter criado você e dado comida e todos aqueles mimimis e acham que você é um fantoche pra fazer exatamente o que eles querem a todo o momento.

A pressão vem de todos os lados, mas a mais difícil de lidar e de se libertar com certeza é a pressão que vem de casa.
Com isso, falo pra vocês que vocês devem desrespeitar os seus pais? Não. Falo que vocês têm que se impor. Não desmereça tudo que os seus pais te deram, mas entenda que você não pode ser um fantoche deles. Pare um pouco e escute a si mesmo por uns minutinhos. Saiba o que VOCÊ quer. Saiba o que VOCÊ gosta. Pense por si só, acima dos achismos da sua família.
Nem sempre a sua família vai te ajudar com as suas decisões, mas as opiniões deles sempre estarão disfarçadas de um "olha, eu só quero o melhor pra você...", e isso pode, querendo ou não, ser muito destrutivo para cada um de nós. Eu já vivi isso e já testemunhei isso de várias formas.

Algumas pessoas têm a audácia de dizer que sou egoísta, e eu posso até ser, de uma certa forma.
Mas vocês concordam que não posso basear a minha vida toda no que os outros pensam ou deixam de pensar? E isso inclui minha família. As vezes eles só querem te proteger, mas existem situações que só iremos aprender quando a gente tomar um tapa na cara da VIDA. E as vezes, é melhor tomar um tapa na cara da VIDA do que de pessoas que "dizem" te apoiar e querer só o seu bem.

Certa vez eu arranjei um emprego quando tinha 16 anos numa perfumaria. Minha mãe foi 100% contra. Não queria que eu fosse de jeito nenhum. Mas eu já tava de saco cheio, queria ganhar algum dinheiro, não aguentava mais depender da família pra isso e eu sabia que era temporário, então não me estressei. Engoli muitos sapos na perfumaria e o meu salário era um lixo, mas garanto que foi um belo começo pra eu me interessar por beleza e tempos depois criei o canal no Youtube, que foi uma das melhores coisas que eu já fiz.
Quebrei a cara? Um pouquinho. Mas aprendi muito e essas lições levo até hoje! ♥

Espero que vocês tenham gostado e que tenha sido útil pra vocês, de alguma forma!

Bêzo! ♥

Posts Relacionados

0 comentários

Artes e desenvolvimento por Rubia Del Vecchio. Tecnologia do Blogger.

Flickr Images